Casadinhos

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Marcadores de mesa com Resenhas de bandas de Rock



Como td mundo viu no dia AD, nossos marcadores de mesa tb não eram nada convencionais.  Mostrei pra vcs quando comprei os portas retratos que serveriam de base pra eles aqui , então a partir daí escolhemos 20 bandas nacionais e escrevemos resenhas de acordo com as bandas da preferência de um certo grupo de convidados  e mesclando algumas vezes histórias  que aconteceram com alguns convidados daquela mesa. teve até briga pra levar a placa e depois até tivemos que fazer algumas por pedidos de alguns amigos rsrsrsrs. 

Abaixo seguem as legendas e no fim do texto o link do arquivo a ser editado, porém sem as resenhas se precisar é só colar e fazer do seu gosto.... ou com outras bandas, tanto faz.... aqui disponibilizo pra minha amiga Nat, que faz tempo que me falou mas até então eu ainda não havia encontrado o arquivo. taí nat, promessa é dívida:

The Fevers:
Banda brasileira de rock pop dos anos 60, ligada ao movimento da Jovem Guarda, com sucessos emplacados em novelas, assim como foram considerados "o melhor conjunto dançante de bailes do Brasil", e mesmo "coroas" seguem animando as festas até hoje.
Paralamas do Suceso:
Uma das bandas mais vitoriosas do rock nacional (com influências de ska e pop rock), com mais de 25 anos de carreira. Surgida no Rio de Janeiro, mesmo após o acidente de ultraleve que vitimou sua esposa e quase matou seu líder, Herbert Vianna, este conseguiu se recuperar e mesmo em uma cadeira de rodas hoje segue junto com Bi Ribeiro e João Barone encantando as multidões por entre seus poemas versados, motos e alagados.
Cazuza
Agenor de Miranda Araújo Neto, mais conhecido como Cazuza. Rockeiro de nascença, foi com uma audição cantando "smoke on the water" que se juntou ao grupo Barão Vermelho, tornando-se seu vocalista e principal letrista. Na carreira solo emplacou outros grandes sucessos, tornando-se um dos maiores compositores brasileiros. Polêmico, rebelde e boêmio, passou boa parte da vida no estilo "sexo, drogas e rock'n'roll" até sucumbir de aids em 1990, deixando saudades até os dias de hoje.
Sepultura:
Banda de thrash metal formada em BH, Minas Gerais, com 28 anos de carreira e que durante anos tornou-se o maior expoente brasileiro do estilo, tornando-se conhecida mundialmente. Após a saída dos irmãos Cavalera (Max e Igor) a banda alternou altos e baixos, mas seguem tocando atualmente, impondo sua marca, gostem os fãs ou não.
Numbness:
banda de heavy metal de Manaus, Amazonas, do conhecido "Barrão", que junto com a Homicide e a Jack'n'Daniels deixou sua marca nos primórdios da cena rockeira e metálica da cidade (final dos anos 80, início dos 90). As duas primeiras já não existem mais. Já a Jack'n'Daniels permanece uma incógnita até hoje...
Engenheiros do Hawaii
Na verdade eram todos estudantes de arquitetura, e deram esse nome à banda pra satirizar os estudantes de engenharia que andavam pela faculdade de bermuda de surfista (!). Formada em 1984 no Rio Grande do Sul, tendo Humberto Gessinger como vocalista, pianista, guitarrista e principal compositor. Emplacaram grandes sucessos na década de 80 e consagraram-se como uma grande banda de rock'n'roll no festival Rock'n'Rio II. Seus fãs aguardam sua volta, prometida para breve.
Raul Seixas
Fã de Elvis Presley, o nosso eterno "maluco beleza". Baiano de Salvador, pioneiro do rock brasileiro e excelente compositor ao lado de Paulo Coelho (hoje escritor de renome) e Marcelo Nova. É lembrado em todos - todos - os lugares onde se encontra uma guitarra e um microfone, porque sempre aparece alguma voz de algum lugar berrando "toca Raul!!!", grito este que talvez seja fruto de uma sociedade alternativa que insiste em ser uma metamorfose ambulante.
R.P.M.
Quem nunca teve "aquele olhar 43"...ou já ouviu uma rádio pirata? Esses são os motes dessa grande banda paulista dos anos 80, sucesso estrondoso de público e vendas na época, com seu líder Paulo Ricardo impondo sua visão crítica sobre tudo e todos. Atualmente seguem na ativa com disco lançado e curtas turnês.
Capital Inicial
Criada em Brasília em meados dos anos 80, influenciada pelo Punk Rock inglês, surgida antes da formação de uma banda pioneira do rock brasiliense, "Aborto Elétrico", a qual encerrou as atividades originando outra grande banda, a Legião Urbana. Com Dinho Ouro Preto e a entrada de Yves Passarel (ex-Viper) a banda alcançou grandes sucessos nas décadas seguintes, principalmente após o lançamento do "Acústico MTV". Fizeram um excelente show no último Rock'n'Rio e seguem na ativa, mas o que ninguém entende até hoje é porque os "pneus de carro cantam tchururutchu-tchuru"...
Angra
Grande expoente brasileiro do chamado "power metal", influenciada pelo Helloween, música clássica e música brasileira, sucesso de público principalmente no Japão, teve seu auge na década de 90 com a união de Andre Matos após sua saída do Viper juntamente com Rafael Bittencourt e Kiko Loureiro, e na 2a fase com o vocalista Edu Falaschi, que se despediu da banda em 2012, seguindo atualmente em busca de um novo vocalista.
Barão Vermelho
Show do Queen, 1981, em São Paulo marcou a vida de muita gente, inclusive de 2 garotos que saíram de lá decididos a formar uma banda de rock. Dé, Guto Goffi e Maurício Barros se uniram a Roberto Frejat, e depois de um teste que não deu certo, Léo Guaranabara (mais conhecido como Léo Jaime), que tinha a voz suave demais para a postura rock da banda, indicou Cazuza, e o Barão vermelho estava completo. Tiveram um começo difícil, mas após o apoio de gigantes como Caetano Veloso e Ney Matogrosso, as rádios nunca mais pararam de tocar seus grandes sucessos. Mesmo após a saída de Cazuza em carreira solo e sua morte anos depois, Frejat assumiu os vocais, tocando até hoje, emplacando grandes discos e platéias lotadas.
Kid Abelha
Banda carioca de pop/mpb, antes chamada de "Kid Abelha e os Abóboras Selvagens", formado por Paula Toller, George Israel e Bruno Fortunato. Fez sucesso nas décadas de 80 e 90 com grandes hits emplacados nas rádios como "fixação", "como eu quero" e "lágrimas de chuva", retornando ao auge com a participação no Rock'n'Rio de 2001. Atualmente comemoram 30 anos de carreira, seguindo nesta turnê de comemoração.
Oficina G3
Quem foi que disse que rock é coisa "do mal"? Nada disso. Rock'n'Roll é atitude, respeito e luta contra o preconceito, servindo de inspiração e influência para esta grande banda de rock cristão (sim, aqui Ele também está presente) de São Paulo, formada por excelentes músicos, nascida no final dos anos 80, atuante até hoje e liderada por Juninho Afram. Sempre exaltando Jesus e a bondade em suas letras, atraem o público evangélico mais jovem com músicas como "Meus Próprios Meios", onde ouvir: "Eu ando pela força do Senhor (...) precisamos entender que sem o Pai não somos nada (...) a unção de Deus está em mim" no estilo rock'n'roll é algo eclesiástico, diferente...e revigorante. Amém.
Titãs
Juntamente com Barão Vermelho, Legião Urbana e Paralamas, formam "Os Quatro Grandes" do rock nacional. Criada em São Paulo, muito influenciada pelo rock inglês ("Sonífera Ilha", "Toda Cor" e "Marvin" foram os primeiros grandes sucessos) tendo sempre como marca a variação de vocalistas nas suas composições, tanto que 2 deles saíram da banda e construíram grandes carreiras solo (Nando Reis e Arnaldo Antunes). Com sucessos como os discos "Cabeça Dinossauro" e "Acústico MTV" os Titãs atravessaram as décadas, preparando atualmente uma turnê de comemoração de 30 anos com todos os integrantes e ex-músicos.
Viper
Apelidados de "Menudos do Metal" na época (1985), mas na verdade devem mesmo é serem considerados como o "Iron Maiden brasileiro", dada a excelente qualidade musical de seus integrantes paulistas Andre Matos (vocal), Pitt e Yves Passarel (baixo e guitarra), Felipe Machado (guitarra) e Guilherme Martin (bateria), além de seus 2 primeiros discos serem considerados clássicos do heavy metal brasileiro (Soldiers of Sunrise e Theatre of Fate). Atualmente Andre Matos retorna aos vocais após 22 anos de sua saída, e a banda brinda os antigos e novos fãs em uma turnê comemorativa de 25 anos com sua formação original (com Hugo Mariutti no lugar de Yves, que toca no Capital Inicial e eventualmente fará participações especiais). Realmente, é para reviver.
Legião Urbana
"E diziam que tudo era pra sempre, sem saber que o "pra sempre" sempre acaba...celebrando a estupidez humana, vendendo as almas dos nossos índios no verão, onde após 29 dias ou anos pergunta-se ainda que país é este, com essa gente que só faz sofrer?". Com letras e músicas simples e diretas, calcadas na poesia metafórica e permeada por toda a intelectualidade de um gênio como Renato Russo, é desta forma que se pode definir quem foi e sempre será a Legião Urbana, dos primórdios do rock de Brasília ao estrelato nacional: simplesmente eternos. Afinal, é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã.
Ratos de Porão
"Baratas nas paredes, aranhas pelo chão, cobras na sua cama e ratos no porão...mas o ideal mesmo é beber pra se divertir e lutar com a cara limpa, você NÃO vai desistir. Claro, você não vai querer ser crucificado pelo sistema". Em meio a essa tônica de revoltas e críticas SUBversivas, entre o Punk, Hardcore e Metal, o RDP na grande figura excêntrica de João Gordo fundou o movimento punk paulista e deixou sua marca juntamente com outros gigantes do punk e do heavy metal nacional como o próprio Sepultura, sendo referência brasileira no gênero e reconhecidos mundialmente, cada dia mais sujos e agressivos.
Taurus
Um grande grupo carioca que, sob o "Signo de Taurus" espalhou uma "Fissura" pelo heavy metal muito bem cantando em português, juntamente com o álbum "Trapped in Lies", outro grande marco do metal nacional. Recentemente voltaram a ativa e retornaram com excelentes shows, contribuindo inclusive com uma música na trilha sonora do documentário "Brasil Heavy Metal".
Dorsal Atlântica
"Porque o que destrói a raça humana é a incompreensão de ser humano”.
Essa foi a temática de suas letras ácidas, com citações de violência e problemas sociais, dado o estilo de compor de Carlos "Vândalo" Lopes, atordoando as mentes preguiçosas com sua postura provocadora, sendo excelente letrista e profundo conhecedor de história, aliado a Claudio Lopes e "Rabicó" Hardcore. Banda carioca de thrash metal, uma das clássicas do gênero (início dos anos 80), considerada por muitos a 1ª banda de metal do Brasil, antes mesmo do próprio Sepultura. Pioneiros no início, pioneiros antes e depois do fim, pois recentemente a Dorsal convocou os fãs para bancarem seu próximo disco de inéditas, onde muitos esperam vê-la ao vivo, inabalável.
Korzus
Surgiram na coletânea "SP Metal 2" de 1985, e após lançarem grandes álbuns como "Pay for your Lies", "Mass Ilusion" e "Ties of Blood" se firmaram como uma das maiores bandas de thrash metal do país, reconhecida internacionalmente e grande defensora da cena e da luta contra o preconceito e a hipocrisia. Atualmente colhem os bons frutos do excelente "Discipline of Hate", com excelentes shows, sendo os verdadeiros donos do "wall of death", pois quem já foi a um show do Korzus, sabe como é a correria: "vocês desse lado, têm que atravessar e chegar daquele outro lado"...todos sentem muito orgulho por eles, os verdadeiros "Guerreiros do Metal".

abaixo a matriz da arte para edição:


ou pra quem quer copiar e colar na barra de endereços 
http://www.4shared.com/file/H-9dTE05/placas_de_mesa_AD.html

Até mais.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Monster high Party's

Bom, postei nesse link os preparativos da festa  da Lindsen, que aconteceu no dia 23 de fevereiro desse ano. 
A festa correu sem emprevistos, estava td lindo! amigos queridos e familia se reuniram para celebrar a vida dessa pequena, que completou uma década de vida!
Abaixo seguem as fotos da festinha:

 

Detalhe da mesa clean
Detalhe do Bolo
Lindsen fazendo pose

 

Nossos convidados mais que especiais!

Fim de noite
Muita diversão na cama elástica
  ;)
Até o próximo post!